Como passar em concursos concorridos?

Gestão Portal o Amarelinho

, Empregos

Como concurseiro, uma das suas grandes dúvidas deve girar em torno do “como passar em concursos concorridos?”. Você certamente dedicou um tempo a ler atenciosamente o edital e, portanto, já sabe o que estudar.  Porém apenas isso não basta. Você precisa saber como e quando estudar. É verdade que certos concursos exigem uma intensa preparação devido ao conteúdo cobrado, mas também não é algo impossível. Com esforço e dedicação, você pode facilmente conquistar um lugar na lista de classificação e aprovação.

 

O que dizem os aprovados em primeiro lugar?

 

No topo dos concursos concorridos estão, por exemplo, o da Polícia Federal, do Tribunal Superior Eleitoral, Petrobras e Receita Federal. 

 

Ricardo Pereira, 1º lugar em concurso de agente da PRF em 2013, dividia o tempo que tinha entre estudo e trabalho. “Ouvia a matéria em mp3 durante deslocamentos e lia os resumos que fazia no intervalo de almoço. À noite, lia livros, apostilas e assistia a videoaulas. O tempo que realmente tinha para estudar ao longo do dia girava em torno de 4 a 5 horas”, diz.  Ele destaca que o planejamento foi um fator decisivo para a aprovação. “Devem ser estabelecidos objetivos de curto, médio e longo prazo, ou seja, as matérias, capítulos, exercícios que deverão ser estudados semanalmente, mensalmente e semestralmente”, explica.

 

Já Marcelo Ferreira, 1º lugar no concurso de técnico de administração da Petrobras em 2010, utilizou como método de estudo a elaboração de resumos de tópicos do conteúdo programático e a resolução de muitas questões de provas anteriores e simulados. “É preciso muita atenção ao ler o edital. No meu caso, pude focar mais nas matérias específicas e um pouco menos nas básicas, já que estas só seriam de caráter eliminatório e aquelas eram classificatórias”, conta.

 

Dicas infalíveis para passar em concursos concorridos

Opte por períodos mais curto de estudo

Certos candidatos estudam por mais de 10 horas por dia. Porém, isso não quer dizer que eles estão mais preparados do que aqueles que podem estudar apenas 4 horas. Evite cair na armadilha de se comparar com outros candidatos. 

 

A saber, é melhor interromper suas sessões de estudo do que entrar em uma maratona. O problema de passar longas horas estudando é que você pode até estudar uma grande quantidade de conteúdo de uma vez, mas isso resulta em cansaço e frustração. Estude por 3 ou 4 horas seguidas, fazendo pequenos intervalo de 15 a 20 minutos e depois volte. Você pode utilizar a técnica pomodoro, por exemplo. 

 

Fique longe de distrações

Essa é uma das dicas importantes. Lembre-se de que você deve estar longe de qualquer tipo de distração potencial quando estiver se preparando para um concurso concorrido.

 

Se o lugar que você está estudando tem muito barulho, então você deve ir para um lugar onde consiga silêncio para se concentrar adequadamente. Desative todas as notificações de redes sociais e demais aplicativos. Os seus amigos certamente vão entender a sua demora em responder uma mensagem ou outra.

 

Faça exercícios físicos regularmente

Exercícios físicos podem ser um diferencial na sua jornada rumo à aprovação. Separe pelo menos 30 minutos para se exercitar de 3 a 5 vezes por semana. Isso manterá seu corpo livre de estresse e o ajudará a se preparar para os exames de forma rápida e fácil. Se o seu concurso exige prova de esforço físico, a sua rotina de exercícios deve se voltada para aquilo que está no edital. Caso ache necessário, consulte um personal trainer ou até mesmo um nutricionista para ajudá-lo durante a preparação. E, claro, durma pelo menos de 6 horas por dia. Sem uma mente descansada, todo o seu esforço será inútil

 

Percebeu como passar em concursos concorridos tem tudo a ver com estratégia e planejamento? Portanto, não deixe de conferir os nossos outros textos sobre o assunto: Precisa de motivação para estudar? Temos dicas infalíveis, “Você sabe como criar uma rotina de estudos?“, “Descubra maneiras de melhorar a memória“. 

 

Até a próxima!


Publicidade

Publicidade