Três desafios do mercado de trabalho que ninguém conta

Com pouco mais de 13 milhões de desempregos e com ameaça de recessão em alta, surge a pergunta: quais serão os desafios do mercado de trabalho daqui pra frente?

 

Mesmo antes da instabilidade causada pela pandemia do coronavírus, a economia já dava seus alertas, impactando diretamente o mercado de trabalho. As necessidades da empresa sofreram uma grande mudança. A saber, isso resultou, entre outras coisas, na informatização de processos, o surgimento de novas profissões e modelos de gestão, por exemplo.

 

É uma questão complexa e muito importante para não ser levada em consideração.  Nesse sentido, é necessário rever nossas ferramentas analíticas. Na verdade, a abordagem tradicional para avaliar a força do mercado de trabalho e a qualidade do trabalhos devem ser repensados.

 

Os principais fatores que provocam mudanças no mercado de trabalho

 

Avanços tecnológicos, inteligência artificial, automação e mudanças climáticas são apenas alguns dos fatores que impulsionam essas mudanças. Assistimos a uma reformulação do próprio funcionamento do mundo do trabalho: a quantidade e a qualidade dos postos de trabalho criados, a diversidade de oportunidades que oferecem e a relação empregador / empregado estão todos em transformação.

 

A tendência é que é a tecnologia e a digitalização gerem uma demanda crescente por perfis altamente especializados. Principalmente em setores como Engenharia, Finanças e Marketing Digital.

 

Fique alerta a esses desafios

 

No começo do ano, o Linkedin divulgou uma pesquisa sobre as maiores preocupações e dificuldades enfrentadas na hora de conseguir um emprego. Foram  entrevistadas 30 mil pessoas em mais de 20 países, incluindo mais de 2 mil brasileiros, entre 18 e 65 anos.

 

Em primeiro lugar no ranking estava o mercado de trabalho desafiador; seguido por uma possível recessão global; e a idade do profissional empatada com o status financeiro do profissional.

 

O perigo de uma recessão econômica

Períodos de recessão impactam o mercado de trabalho, geralmente com a falta de rotatividade de mão de obra qualificada. Atualmente, as tensões entre China e Estados Unidos alertam para os riscos de um cenário recessivo para a economia mundial.

 

Para as empresas, atrair talentos continuará a ser um grande desafio à medida que a oferta aumenta. Por isso é importante se preparar o máximo possível, investir em cursos e qualificação profissional.

 

Diversidade e inclusão serão prioridades

Segundo Relatório publicado pela consultoria Mckinsey, empresas que possuem quadro de funcionários mais diversos tendem a obter 21% mais lucro quando há diversidade de gênero e 35% mais lucro quando há diversidade racial.

 

Dessa forma, é esperado que empresas ampliem o comprometimento com esses temas. O foco será incentivar a participação de pessoas de diferentes idades, nacionalidades, orientação ou sexo, ao mesmo tempo que haverá um esforço extra para que o trabalhador seja tratado com igualdade.

 

Você está preparado para assumir responsabilidades?

O que as empresas esperam é encontrar profissionais capazes de entender sua função, prever situações que podem gerar conflito e usar da criatividade para resolver problemas. Afinal, se envolver  negócios e tomar decisões não são mais atribuições apenas dos diretores, mas sim responsabilidades compartilhadas por todo o time. 

 

Assim, entre as principais competências que as pessoas têm de desenvolver estão a capacidade de adaptação à mudança, de saber se comunicar efetivamente e de empatia, bem como de responsabilidade e de trabalho em equipe.

 

Para mais dicas sobre os desafios do mercado de trabalho, não deixe de nos acompanhar também nas redes sociais. E fique de olho nas oportunidades e emprego que divulgamos aqui no site.

 

Até a próxima!


Publicidade

Publicidade

Publicidade