Como conseguir um emprego depois dos 50 anos

É fato que depois dos 50 anos fica mais difícil encontrar um emprego. Em comparação com outros candidatos, a idade e o salário surgem como os principais obstáculos identificados pelos candidatos e recrutadores. Seguido de perto, vem a suposta dificuldade de gerenciamento, a resistência a mudança, a dificuldade em integrar-se a uma equipe mais jovem e a fraca adaptação às novas tecnologias. Todos esses pontos ficam claros quando olhamos para os números. De acordo com pesquisa da consultoria Robert Half, 69% das empresas não contrataram trabalhadores com mais de 50 anos em 2019. 

Entretanto, ser difícil não significa ser impossível. Por isso, nada de desanimar. Basta identificar os elementos decisivos a serem apresentados na hora de se candidatar a uma vaga. Depois dos 50, você tem experiência, uma vantagem incontestável sobre a concorrência. E algumas empresas estão bem cientes disso.

A seguir, veja como tirar proveito disso e faça de você um formidável candidato ao mercado de trabalho.

Conquistando um emprego depois dos 50

Aprenda novas tecnologias 

Você se sente confortável o suficiente para usar o Skype, WhatsApp, redes sociais e determinados softwares de computador? Decerto, este é um dos grandes medos dos recrutadores quando se trata de contratar alguém com mais de 50. Sendo assim, para tranquilizá-los sobre suas habilidades nessa área, você pode fazer cursos e treinamentos. Existem diversos disponíveis na internet e até mesmo tutoriais gratuitos no YouTube. Veja mais no nosso texto “Não fique parado! Invista em cursos online“. 

Atualize o seu currículo

Seu currículo deve provar que você realmente pensou em sua carreira e adquiriu conhecimento de mercado ao longo dela. Para as posições mais significativas, descreva brevemente seus projetos e os resultados obtidos. Por isso, destaque-os, pontuando os desafios e as conquistas. Na parte de habilidades, descreva aquelas diretamente relacionadas ao trabalho desejado. Aproveite também para destacar seu conhecimento de novas técnicas digitais (redes sociais, habilidades de TI etc.).

Pesquise com atenção e promova sua experiência

Para colocar as probabilidades do seu lado e encontrar um emprego, primeiro pense em filtrar certos tipos de empresas. Valorize aquelas que destacam os valores da inclusão e da diversidade. E então promova sua experiência sênior. Depois dos 50 anos, você não é mais um novo recruta, muito menos um estagiário que tem tudo a aprender. Você tem outro papel a desempenhar na sociedade: o transmissor de conhecimento. Nesse sentido, não apenas traz habilidades técnicas, mas também experiência sólida e conhecimentos exclusivos ao seu empregador. Portanto, demonstre que é um profissional experiente, com flexibilidade e disponibilidade, que consegue se adaptar em diversos ambientes, em diferentes setores. 

Depois destas dicas, não se esqueça de conferir as vagas que estão abertas no Amarelinho. Capriche no currículo e boa sorte.


Publicidade

Publicidade

Publicidade