Dominando a hora extra no trabalho

15 de julho de 2022

Escrito por: Gestão Portal o Amarelinho

A hora extra é um assunto famoso no ambiente de trabalho. Já ouvimos sobre ela em muitas situações e diversas pessoas a citam sem mesmo conhecer seu mecanismo de funcionamento. Nesse sentido, hoje vamos falar mais sobre e explicar seus mínimos detalhes, quais seus benefícios e o por que tantos trabalhadores já ouviram falar sobre esse tema.

O que é a hora extra?

A hora extra é a extensão da jornada de trabalho em certas ocasiões. Não existe apenas um motivo específico para ela ser aplicada. Contudo, para empresa e empregado usufruírem dela precisam seguir o que está pré-estabelecido nas leis trabalhistas. Dessa maneira, na CLT são definidas algumas regras sobre o pagamento da hora extra trabalhada e o limite que cada profissional pode exercer no dia de trabalho.

Nesse sentido, utilizar essa ferramenta sem responsabilidade ou pelo bel-prazer, pode trazer consequências para os envolvidos. Aqueles que quiserem usufruir da hora extra não poderão ultrapassar mais do que 2 horas a mais do que o período de trabalho acordado previamente.

Tipos de horas extras

Dito isso, a hora extra não possui um valor e um peso igual para todas as ocasiões. São diferentes tipos e situações nos quais o funcionário pode usar essa ferramenta, ou então, trabalhar horas a mais a pedido do patrão. Dentre esses formatos estão: turno diurno, turno noturno, intrajornada, finais de semana e feriados.

É preciso considerar alguns fatores, para o momento de calcular essas horas extras trabalhadas. O primeiro deles é sobre qual tipo de hora extra sua situação se encaixa. Após isso, é necessário identificar as horas mensais de trabalho e seu salário. A seguir, divida seu salário pelas horas mensais e terá o valor indicado por cada hora trabalhada.

Outro formato como alternativa à hora extra

Além disso, também existe a possibilidade de acumular o banco de horas. Nesse sentido, o período trabalhado além do combinado não resultará em retorno financeiro. Quanto maior o banco de horas, maior será o crédito do funcionário para descontar essas horas da sua rotina de trabalho em outro momento. Porém, é uma atitude que deve ser decidida em conjunto com o superior ou patrão.

Compartilhe esta notícia nas redes sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Publicidade ba

Mais conteúdos sobre ,

Outros conteúdos que você pode gostar