Habilidades que não podem faltar para um motoboy de sucesso

12 de março de 2021

Escrito por: Gestão Portal o Amarelinho

O motoboy é responsável por fazer entregas por toda a cidade para pessoas e empresas. De alimentos a notebooks, esses profissionais se arriscam diariamente enfrentando o trânsito caótico das grandes cidades para entregar pedidos em tempo hábil e em perfeitas condições. 

 

Segundo levantamento do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o Brasil já tem quase um milhão de motoboys e a maioria é informal. Isso porque, para muitos, virar entregador foi a única opção para driblar o desempregado depois que a pandemia agravou a crise econômica no país. Sendo assim, é preciso que os motoboys assumam o controle e procurem maneiras de aprimorar suas competências ao longo da carreira.

 

Para ter sucesso como motoboy, você deve ser educado e rápido com o compromisso de proporcionar aos nossos clientes uma excelente experiência. Você deve ser organizado para garantir que os pedidos sejam devidamente atendidos, comprometido com a segurança do trabalho e com a satisfação dos clientes.

 

O que você precisa ter para ser um bom motoboy

 

No começo do mês, O Amarelinho e o Ed+ conversaram com Marcelo Martins, da Logmoto. A empresa atua há 20 anos no mercado e conta hoje com 150 entregadores. Todos contratados no regime celetista. Marcelo destacou que, atualmente, a busca é pela agilidade na prestação de serviço, sendo o motoboy um cartão de visita da Logmoto e dos clientes até o consumidor final. “Para isso, prezamos pela segurança, boa apresentação do profissional, postura, educação e bom manuseio da mercadoria”.

Marcelo ressaltou que, devido à situação econômica atual do Brasil, muita mão de obra migrou para essa área de logística e entregas. No entanto, foi uma mão de obra despreparada. “São pessoas novas, que entraram para o segmento sem preparo e sem orientações. Notamos também que muitos daqueles que já estão na profissão há mais tempo, não se preocupam em se atualizar com as novas tecnologias disponíveis ferramentas tecnológicas”, conta.  

Confira abaixo o que você pode fazer para não ser um profissional despreparado para esse mercado.

 

Perfil ideal

 

“Nosso ramo é bastante peculiar. O profissional precisa ter todas as ferramentas de trabalho atualizadas para prestar um bom serviço. Além disso, deve estar regulamentado junto aos órgãos municipais responsáveis para que possa exercer a função de motofretista. É importante também que, além da moto e da documentação, ele esteja devidamente cadastrado junto ao departamento de transportes públicos da prefeitura de São Paulo”, explica Marcelo.

Sobre a dinâmica de comunicação entre o motoboy e o cliente, Marcelo foi enfático: “Ele precisa ter em mente que não é apenas um entregador. A maneira como ele se apresenta ao cliente e como consegue resolver situações inusitadas na sua rotina de entregas no dia a dia são um grande diferencial. É isso que a nossa empresa busca no momento de fazer a contratação”, revela.

 

Habilidades de direção

 

Parece óbvio, mas como motoboy você passa a maior parte das semanas no trânsito. Dessa forma, ter excelentes habilidades de direção é mais do que apenas ser capaz de ler os sinais de trânsito e realizar manobras corretamente. É também uma questão de ser paciente e atencioso na rua – algo que pode ser colocado à prova em situações de alta pressão, como duas vezes ao dia, na hora do rush.

Se você tem certeza de que é alguém que pode ‘manter a calma’ em tais situações, sem dúvida será um excelente motorista de entrega.

 

Organização

 

Os motoristas de entrega precisam ser organizados, em todos os sentidos da palavra! Em primeiro lugar, você precisa estar organizado quando estiver fazendo entregas – organizando os pacotes dos clientes em ordem, planejando as rotas e levando em consideração as rotas alternativas para garantir.

Você também precisa ser organizado com a manutenção da sua moto. Portanto, realize verificações regulares para garantir que tudo está em bom estado de funcionamento. Assim, você evita que ela te deixe na mão quando mais precisa.

 

Cordialidade

 

Quando um motoboy faz a entrega, ele está sendo a ponte entre empresa e cliente. Portanto, é preciso ser cordial, gentil e amigável, mesmo em situações desagradáveis envolvendo falta de educação. Quando alguém recebe uma encomenda ou documento e é bem tratado pelo entregador sempre fica uma boa impressão e comentar isso com quem enviou o documento será crucial para ser requisitado novamente.

 

Saiba mais sobre a parceria O Amarelinho e Ed+ Educação

 

Para ser motofretista, ou seja, utilizar a moto como atividade remunerada, é preciso treinamento, cuidados, segurança e especialização. E ter essa iniciativa de se aperfeiçoar com certeza conta bastante no momento da contratação. “Isso demonstra que ele encara a profissão com a seriedade que ela exige”, ressaltou Marcelo. A live completa e com mais dicas preciosas está disponível no Facebook do Amarelinho.   

No Ed+ você encontra cursos nas áreas citadas acima. Voltado especialmente para entregadores e profissionais de logística, a plataforma é muito mais que uma escola de negócios online. É também uma rede de apoio que apresenta rotas e caminhos que fazem a diferença na sua jornada profissional. Portanto, cadastre agora o seu currículo no Amarelinho, consiga capacitação profissional com os cursos do Ed+ e aumente as chances de conseguir um emprego bem remunerado.

Compartilhe esta notícia nas redes sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Publicidade ba

Mais conteúdos sobre ,

Outros conteúdos que você pode gostar