Pequenos negócios geraram mais empregos

Kazuhiro Kurita

, Empregos

Guilherme Afif Domingos diz esperar que o governo dê mais atenção ao setor.

As micro e pequenas empresas criaram quase 65 mil vagas em outubro, segundo levantamento do Sebrae. Com isso, dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), mostram que elas geraram 650 mil empregos em 10 meses, superando os números das médias e grandes corporações.

Com o resultado, a previsão é de que os pequenos negócios fechem 2018 com o maior saldo dos últimos três anos.

De janeiro a outubro, os pequenos negócios geraram um volume de empregos 31,2% acima do saldo de postos de trabalho abertos no mesmo período do ano passado. O setor de Serviços, mais uma vez, foi o destaque com a abertura de mais de 30 mil vagas em outubro, seguido pelo Comércio, Construção Civil e Indústria. No acumulado, Serviços e Comércio foram responsáveis por mais da metade do total de empregos gerados neste ano.

As micros e pequenas empresas do Estado de São Pulo puxaram a geração de vagas em outubro. No entanto, todas as regiões do País registraram saldos positivos de empregos no mês passado.

O presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, espera que o resultado estimule o novo governo a direcionar ações para as micro e pequenas empresas e implemente melhorias no ambiente de negócios. “Temos acompanhado de perto a força empregadora das micro e pequenas empresas, que, mesmo num cenário de mudanças na condução política do país, continuam gerando vagas”, afirma.


Publicidade

Publicidade

Publicidade