Emprego é pouco explorado em debate

Em debate de governadores de SP, assunto foi tema de apenas uma pergunta e para candidatos menos expressivos

Quem esperava ouvir propostas sobre geração de empregos no debate dos candidatos ao Governo do Estado, promovido pela Grupo Bandeirantes no dia 16 de agosto, ficou bastante decepcionado.

Com a participação de Luiz Marinho (PT), Márcio França (PSB), Rodrigo Tavares (PRTB), Paulo Skaf (MDB), Marcelo Candido (PDT), João Doria (PSDB) e Lisete Arelaro (Psol), o tema foi pouco explorado.

Uma pergunta sobre o assunto foi direcionada ao candidato Rodrigo Tavares, que mencionou o desenvolvimento de infraestrutura e maior incentivo às cooperativas, micros e pequenas empresas como alternativas para maior geração de oportunidades. O comentário sobre o assunto foi da professora Lizete, que acredita na revigoração da indústria como caminho para mudar a lastimável situação de desemprego.

Nas considerações finais, apenas Luiz Marinho recorreu ao tema. Ele prometeu pleno emprego em quatro anos, a partir de investimento em inovação, estímulo ao empreendedorismo e ajuda a pequenas empresas e à agricultura familiar.


Publicidade

Publicidade