Cidade de São Paulo ganha mais dois coworkings públicos

Claudinei Nascimento

, Empreender

Espaços colaborativos de trabalho estão nas regiões de Santo Amaro, zona sul, e Cidade Tiradentes, zona leste da capital.

 

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, por meio da Ade Sampa – Agência São Paulo de Desenvolvimento da Prefeitura de São Paulo, inaugurou mais dois coworkings públicos na cidade em dezembro do ano passado, um em Santo Amaro, zona sul da capital, e outro na Cidade Tiradentes, na zona leste. 

O Teia Cidade Tiradentes tem capacidade para atender 30 pessoas

Os coworkings são espaços colaborativos gratuitos direcionados para empreendedores. Eles contam com acesso a computadores, internet de alta velocidade, impressora, sala de reunião, mentorias, palestras, oficinas e estímulo à formação de rede de contatos.

A unidade de Santo Amaro (localizada no Centro de Cidadania da Mulher Santo Amaro, na Praça Salim Farah Maluf, s/nº) tem uma particularidade. Denominado Teia Mulher, ela é voltada para as empreendedoras locais que não possuem um escritório para gerenciar os seus negócios. Ele tem capacidade para 14 pessoas trabalharem simultaneamente, utilizando seus próprios notebooks ou um dos seis computadores instalados no local.  

A equipe do Empreende Aí, entidade que faz a gestão do espaço, oferece orientações para as mulheres que desejam começar um negócio e precisam de ajuda para tirar a ideia do papel ou conhecer os trâmites administrativos.  

Já o Teia Cidade Tiradentes tem capacidade para 30 pessoas e está instalado dentro do CFCCT – Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes (Rua Inácio Monteiro, 6.900), equipamento da Fundação Paulistana.  

A primeira atividade de qualificação realizada no espaço foi o Fábrica de Negócios, que apoia quem está dando os primeiros passos em sua jornada empreendedora, por meio de workshops, oficinas, palestras e mentorias especializadas.
“Respeitar a vocação local é fundamental, por isso este Teia terá ações voltadas especialmente para o setor da moda, já que o CFCCT conta com curso de corte e costura”, destaca o presidente da Ade Sampa, Frederico Celentano. 


Publicidade

Publicidade

Publicidade