Curso técnico e curso profissionalizante: entenda as diferenças

15 de fevereiro de 2021

Escrito por: Gestão Portal o Amarelinho

À medida que os níveis de qualificação e habilidades exigidos para empregos aumentam, a demanda por educação profissional e técnica também tende a crescer. Nesse sentido, os cursos técnicos e profissionalizantes são programas de treinamento e educação mais curtos e focados, que preparam seus alunos para o emprego imediato. De fato, os dois tipos agregam valor ao currículo, porém existem diferenças entre o curso técnico e profissionalizante. O primeiro ensina a teoria e a ciência por trás da ocupação, enquanto o segundo adota uma abordagem mais prática para ensinar as habilidades necessárias para o mercado de trabalho. Mas não só isso. Continue a leitura para ficar por dentro das diferenças.

Curso técnico ou profissionalizante? Qual é o melhor para você?

Curso técnico

As faculdades técnicas oferecem cursos e programas que geralmente resultam em um diploma de nível técnico reconhecido pelo MEC. Dessa forma, necessitam de carga horária com duração de 18 a 24 meses, estágio obrigatório e apresentação de trabalho para a conclusão do curso. A abordagem é voltada para uma formação aprofundada, com grade curricular que inclui conteúdos teóricos e práticos, englobando assim os aspectos de conhecimento necessários para a área escolhida.

Além disso, os cursos técnicos podem exigir uma idade mínima do aluno, podendo estar diretamente relacionada com a conclusão do ensino médio. Assim sendo, o aluno pode optar por fazê-los em 3 períodos diferentes, como:  

Externos: curso técnico e Ensino Médio são cursados ao mesmo tempo, só que em escolas diferentes;

Concomitante: a escola já oferece uma formação técnica e a conclusão do Ensino Médio no mesmo curso.

Subsequente: o estudante precisa concluir o Ensino Médio para então entrar em um curso técnico. 

Curso profissionalizante

Já os cursos profissionalizantes são praticamente o oposto dos técnicos. Dessa forma, não precisam de aprovação do MEC, ou seja, não seguem exigências de duração, estágio obrigatório e trabalhos finais para a conclusão do curso. Geralmente, duram de 2 a 12 meses, porém variam bastante conforme os temas propostos. Contudo, após terminar os estudos, o aluno recebe um certificado de conclusão de curso. Outra vantagem é que não há  pré-requisitos de formação, bem como o custo é bem menor em relação aos cursos técnicos

O treinamento profissionalizante é tipicamente baseado em uma abordagem prática de aprendizagem. Os alunos aprendem as habilidades práticas e o conhecimento que os empregadores procuram logo no início. Também é uma oportunidade  de formação ideal para quem não está familiarizado com uma determinada área e deseja se iniciar no assunto.

 

Agora que você entendeu as diferenças, leia também os nossos textos “Mercado de trabalho: o que fazer após a faculdade?” e “Habilidades de trabalho para o mundo pós-coronavírus”. E não se esqueça de conferir as vagas disponíveis aqui no Amarelinho!

Compartilhe esta notícia nas redes sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Publicidade ba

Mais conteúdos sobre

Outros conteúdos que você pode gostar

NO AMARELINHO VOCÊ CONSEGUE CONTATO DIRETO COM O EMPREGADOR.

Últimas Notícias