É tempo de buscar o seu estágio

26 de agosto de 2019

Escrito por: Claudinei Nascimento

Entre os meses de agosto e setembro,  devem ser geradas 66 mil vagas para os níveis médio, técnico e superior, de acordo com estimativa da Associação Brasileira de Estágios (Abres).

 

Dia 18 de agosto é o Dia do Estagiário. E há uma boa notícia para celebrar a data. A Associação Brasileira de Estágios (Abres) estima que, entre este mês e setembro, mais de 66 mil vagas devem ser geradas em todo o País, entre os níveis médio, técnico e superior. Já 2019 deve fechar com 243 mil oportunidades, aumento de 8,5% em relação ao ano anterior, quando foram criadas 224 mil vagas.  

Diante deste cenário, a ordem é arregaçar as mangas e buscar a chance de colocar em prática todo o conhecimento teórico aprendido nas escolas. E não se trata de uma tarefa fácil. Apesar dos números positivos, há muita gente disputando um lugar ao sol no competitivo mercado de trabalho. Aí é necessário apresentar o que o presidente da Abres, Seme Arone Junior, chama de vantagens competitivas. “É importante ter vontade de aprender, boa comunicação, saber trabalhar em equipe, respeitar a hierarquia, características que podem ser observadas já no processo seletivo.” 

Arone destaca que do estagiário não se cobra a experiência no campo de trabalho, mas outras atividades ajudam a enriquecer o seu currículo, como um trabalho voluntário, uma monitoria na própria faculdade, um intercâmbio cultural. “Por trás dessas ações, o recrutador consegue enxergar bons valores, como disposição e flexibilidade”, diz.  

 

Primeiro passo 

E o estágio é passo fundamental para quem quer estabelecer uma carreira bem-sucedida. Caso de Letícia Medeiros, aluna do segundo semestre de Gestão de RH. Ela conseguiu uma oportunidade de estágio na Total IP, empresa da área de Tecnologia, e comemora a experiência. “O estágio tem sido fundamental para o desenvolvimento de minha carreira e, ao colocar a mão na massa, tive a certeza de que é isso mesmo que quero profissionalmente.” 

Interessante destacar também que os programas de estágio têm sido procurados por profissionais mais maduros. De acordo com dados do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), o número de estudantes acima dos 30 anos já representa 14% dos estagiários. E muitos já no mercado, como as colegas de trabalho Juliana Resende, 33 anos, e Priscila Tanazio, 34, que estão entre as 15 estagiárias da Academia da Estética.  

Juliana chegou a iniciar faculdade nas áreas de Administração e RH e, hoje, é aluna do curso técnico de Estética. Depois de trabalhar por muitos anos no atendimento ao público, ficou cerca de dois anos fora do mercado e teve de adiar o sonho antigo de trabalhar na área de Beleza. Sonho que virou realidade há três meses, quando começou a estagiar. “O contato com profissionais formados e com novas tecnologias da área têm permitido um grande aprendizado”, afirma. 

Há quatro meses, Priscila Tanazio faz estágio em uma academia de estética.

Já Priscila está cursando tecnólogo em Estética e Cosmetologia, mas já é formada em Design Gráfico. Ela acredita que experiências anteriores ajudaram na hora de participar do processo seletivo para estágio. “Geralmente, você já sabe o que quer e se sente mais preparada e segura nas entrevistas”, explica. 

Atuando há quatro meses como estagiária, ela vê a oportunidade como uma  janela que permite observar novos horizontes. “Aqui, temos contato com modernos equipamentos,  temas inovadores e percebemos, na prática, que o profissional deve buscar o aperfeiçoamento constante.” 

Aliás, trilhar o caminho da capacitação é realmente primordial, segundo a consultora do CIEE, Ana Martins, para quem o estagiário deve estar sempre antenado com as novas tendências tecnológicas, sem se esquecer das habilidades comportamentais. Ciente da importância da qualificação, o CIEE promove o “Saber Virtual”, uma plataforma de ensino a distância, que permite a realização de quatro trilhas de conhecimento, com as seguintes temáticas: Preparação para o Mundo do Trabalho, Lidando com a informática, Orientação e informação profissional e A comunicação e a matemática. “São temas pensados para facilitar o ingresso no mundo do trabalho”, finaliza Ana. 

 

Compartilhe esta notícia nas redes sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Publicidade ba

Mais conteúdos sobre

Outros conteúdos que você pode gostar

NO AMARELINHO VOCÊ CONSEGUE CONTATO DIRETO COM O EMPREGADOR.

Últimas Notícias