Comportamento pode ser decisivo para a carreira

2 de março de 2020

Escrito por: Equipe "O Amarelinho"
Fabio Abate, Sócio-diretor e consultor da Netas Treinamento & Desenvolvimento

Para nós que atuamos no mercado corporativo com desenvolvimento de pessoas é interessante perceber a evidência que as grandes companhias estão dando aos aspectos comportamentais. Claro que o conhecimento técnico é fundamental para que os profissionais possam ocupar suas funções, mas a questão é que isto deixou de ser o diferencial e, sim, o mínimo necessário.  

Durante décadas, tivemos uma alta valorização da competência técnica, a ponto de não importar o perfil ou sequer o modo de fazer uma atividade. Depois, o mundo começou a destacar os profissionais generalistas e era muito interessante aquele que detinha um conhecimento amplo sobre as coisas. Hoje, estamos mais propensos ao que Walter Lungo chamou de nexialismo. Um nexialista é a pessoa curiosa e inquieta, que tem amor e desejo pelo conhecimento e alcance dos melhores resultados. 

Este é o ponto de partida para um profissional que queira alavancar sua carreira nos “tempos modernos”, mas a pergunta mais importante a ser feita é: como? Para colocar a carreira na direção certa, é preciso resgatar a citação de Alvin Toffler: “O analfabeto do século XXI não será aquele que não consegue ler e escrever, mas aquele que não consegue aprender, desaprender e reaprender”. Esta será a maior competência de uma carreira em ascensão, pois não sabemos exatamente o que será exigido dos profissionais, mas entendemos que todos terão que se adequar e buscar conhecimentos e formas de trabalho diferentes para entregar seus resultados. 

A vida profissional está cada vez mais complexa e exige uma atenção redobrada ao que é realmente fundamental. Além de tudo, o tempo é infalível, então não o perca de vista. Para isso, o pontapé inicial é ter foco. E qual é o seu? O que realmente é importante pra você? Qual seu nicho de mercado? O que faz a empresa onde você está? É necessário ter o entendimento de todo este cenário para investir nos conhecimentos e comportamentos certos.
As reflexões propostas podem ser generalizadas, mas cada um precisa construir o seu caminho e, claro, estar disponível e flexível ao que vem pela frente. 

 

 

Texto: Fábio Abate

Compartilhe esta notícia nas redes sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Publicidade ba

Mais conteúdos sobre

Outros conteúdos que você pode gostar

NO AMARELINHO VOCÊ CONSEGUE CONTATO DIRETO COM O EMPREGADOR.

Últimas Notícias