Quais são os itens de segurança necessários para motoboys?

12 de agosto de 2021

Escrito por: Gestão Portal o Amarelinho

No Brasil, o uso de motocicletas vem aumentando consideravelmente. De acordo com informações da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo),  a frota nacional de motos cresceu 91,8%, passando de cerca de 15 milhões em 2009 para 28 milhões em 2019. O número de motociclistas habilitados também registrou aumento de 54,3% no período, chegando a mais de 33 milhões de motociclistas. No entanto, muitas pessoas ainda minimizam a importância do uso de itens de segurança.

Em primeiro lugar é necessário dizer que existem diversos tipos de EPIs para motoboy. Para orientar a população sobre as principais dicas de segurança ao conduzir motocicletas, a Organização Mundial de Saúde lançou o manual “Segurança de veículos motorizados de duas e três rodas”.  Mesmo assim, o uso de equipamentos de proteção não evita acidentes ou lesões por si só, a prudência e a consciência do motociclista no trânsito podem evitar situações perigosas.

5 itens de segurança para motoboys

1. Capacete

O capacete é item obrigatório para todo motoboy. A falta dela é considerada uma infração gravíssima, o que pode resultar em multa de R$ 293,47 e até mesmo suspensão da direção. É o componente que protege a cabeça de impactos, cortes e outras lesões. Para ser utilizado, todo capacete deve ser homologado pelo INMETRO. Para profissionais, o capacete integral é o mais indicado. Isso porque é totalmente fechado quando está com a viseira abaixada, apenas com pequenas aberturas estratégias para ventilação deixando o motoboy mais bem protegido.

 

2. Luvas

 Em caso de quedas, as mãos são o que geralmente vão primeiro para o chão. Portanto, não economize. Como a sensibilidade do tato é primordial para a boa condução do veículo, elas precisam se ajustar perfeitamente às mãos. Assim,  o motoboy pode manipular corretamente os controles da moto.

 

3. Jaqueta e calça 

As jaquetas e as calças são feitas com materiais que fornecem uma boa vedação do vento, como o couro, sendo essenciais tanto pela exposição ao sol e à chuva, como pela mudança de temperatura. O colete retrorrefletivo é obrigatório pela Portaria nº 251/2008 do Contran. Graças às faixas refletoras que sinalizam a posição do motoqueiro para outros veículos mesmo a metros de distância.

 

4. Antena “corta-pipa”

Outro item obrigatório é o aparador de linha, também chamado de “antena corta-pipa”. Ele deve ser fixado no guidão da moto e serve, principalmente, para proteger o motoboy das linhas de pipa com cerol.

 

5. Protetor de motor

Os profissionais que trabalham com o frete de mercadorias também precisam do “mata-cachorro”, um dispositivo de proteção para pernas e motor exigido pela Lei nº 12.009/09, junto à Portaria nº 356 do Contran. Esse item consiste em armações de ferro que são presas ao chassi da moto e evitam danos ao motor em caso de uma eventual queda.

Compartilhe esta notícia nas redes sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Publicidade ba

Mais conteúdos sobre ,

Outros conteúdos que você pode gostar

NO AMARELINHO VOCÊ CONSEGUE CONTATO DIRETO COM O EMPREGADOR.

Últimas Notícias