Grafologia no processo seletivo: o que é isso?

29 de junho de 2021

Escrito por: Gestão Portal o Amarelinho

Quando foi a última vez que você precisou escrever algo com mais de 5 linhas? Ficou difícil de lembrar, né? Com tanta tecnologia, é bem capaz que a sua letra atualmente não seja das melhores. Mas não leve pro lado pessoal. Essa é só uma tendência natural da sociedade, uma vez que estamos cada dia mais cercados de tecnologia por toda parte. Portanto, não é exagero dizer que a falta de prática leva à garranchos. 

 

Brincadeiras à parte, é natural que a nossa letra mude com o passar do tempo. Isso está relacionado às diferentes experiências que vivemos e que mudam o nosso comportamento. Portanto, dificilmente a sua letra hoje será igual a de quando você estava no colégio ou faculdade. 

 

Se você está em busca de emprego, precisa estar atento também a uma técnica que ainda vem sendo aplicada em processos seletivos: a grafologia.

 

O que é grafologia?

A grafologia estuda os traços de personalidade, bem como tendências comportamentais, por meio da letra e da forma como cada pessoa escreve. 

 

Para isso, os especialistas analisam certos aspectos como: tamanho da letra, inclinação, traços, margem, regularidade da formação da letra, pressão exercida no papel, traços, conexões entre as letras e muito mais. 

 

Por que é utilizada em processos seletivos?

A grafologia atua como uma ferramenta de apoio que ajuda a melhorar o processo de recrutamento dentro da área de RH. Sendo assim, permite conhecer o candidato de uma forma mais completa para garantir que a empresa não erre nas contratações.

 

Os fatores que são analisados ​​nos testes grafológicos são determinados pelas necessidades do exigidas para o perfil do cargo. São mais de 80 que podem ser analisados ​​nestes estudos.

 

Como é feita?

A fim de realizar um estudo de grafologia eficaz, os recrutadores solicitam que os candidatos escrevam uma redação de 15 a 30 linhas em uma folha sulfite (sem nenhum tipo de linha ou margem,)

 

“As folhas devem ser colocadas uma embaixo da outra e o candidato não deve escrever no verso das páginas em branco. Isso porque a pressão da escrita pode revelar informações sobre tensão, agressividade e até mesmo sobre reações mais violentas de um candidato”, explica Sueli Navarro Duarte, consultora de recrutamento e seleção.

Grafologia no processo seletivo: o que é isso?

 

As vogais e as letras destacam-se o T e a letra R se destacam na hora da análise grafológica. Entretanto, são muitos os critérios envolvidos para avaliar um profissional.

 

O tamanho, por exemplo, reflete o seu nível de autoestima: se for muito grande é porque você é uma pessoa extrovertida, que gosta de estar no centro das atenções. Já se for muito pequena, significa que você é mais na sua, com forte autocrítica, objetividade e humildade. 

 

Em relação à direção da escrita, se você escreve frases em linha reta, isso indica harmonia e que você executa tarefas sem exaltação. Se as frases vão subindo, isso indica um perfil empreendedor, de alguém que gosta de ser exaltado e tem orgulho de si. Já se vão descendo, pode significar que o candidato esteja cansado, desmotivado e até indício de depressão.

 

Grafologia no processo seletivo: o que é isso?

 

Vá treinando para o teste de grafologia

Agora que você já sabe que essa também pode ser um teste importante, comece a treinar. E não se esqueça de conferir as vagas abertas aqui no Amarelinho. Capriche no currículo e continue acompanhando as nossas dicas!

 

Até a próxima!

 

Fontes: Infomoney e UOL

Compartilhe esta notícia nas redes sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Publicidade ba

Mais conteúdos sobre ,

Outros conteúdos que você pode gostar