Instituto PROA inicia inscrições para curso gratuito de programação

20 de abril de 2021

Escrito por: Gestão Portal o Amarelinho

O Instituto PROA inicia mais um processo seletivo para o curso gratuito de programação em São Paulo. Nesta edição, serão disponibilizadas 150 vagas para jovens interessados em investir na área de programação, uma das mais promissoras. Para participar, o candidato deve ter entre 17 a 22 anos e estar cursando ou já ter concluído o 3º ano do Ensino Médio na rede pública de ensino. As inscrições vão até o dia 14 de maio e devem ser realizadas pelo site do PROA.

 

O curso tem previsão para início em agosto de 2021 e duração de seis meses. Pode ser realizado no período da manhã, das 9h às 13h, ou tarde, das 14h às 18h. As aulas ocorrem de forma 100% online, porém podem se tornar presencial caso seja permitido. 

 

Os módulos do curso estão divididos em: núcleo técnico em desenvolvimento full stack (248 horas) em programação Java; núcleo comportamental, projeto de vida e comunicação (118 horas) e núcleo cultural e vivências (74 horas). Ao final do curso os formados serão encaminhados para entrevistas em empresas parceiras. Além disso, serão acompanhados pelo Instituto PROA por três anos.  Já são mais de 7.000 jovens formados, e 7 a cada 10 alunos dos formados em 2020 estão empregados em grandes empresas. 

 

Mercado brasileiro exige cada vez mais profissionais capacitados na área

 

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 11,9 milhões de pessoas estão em busca de oportunidades profissionais no Brasil. A Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom) revela que a área de TI deve ter até o ano de 2024 cerca de 290 mil vagas em aberto, mas que o setor tem um grande desafio com relação à falta de mão-de-obra qualificada.

 

Sendo assim, a intenção é que os jovens saiam do curso gratuito de programação já preparados para entrar no mercado de trabalho. Para tanto, há 14 anos vem capacitando jovens que sonham em transformar suas vidas por meio da educação e do trabalho. Durante a trajetória no curso, o projeto estimula o desenvolvimento de habilidades que ainda não foram desenvolvidas ou que precisam ser aprimoradas, sempre respeitando a individualidade de cada aluno.

 

“Estamos muito felizes em iniciarmos mais uma turma do curso de capacitação em programação Java. O jovem formado neste projeto sairá apto a trabalhar com programação e, ao mesmo tempo, com as competências sociocomportamentais desenvolvidas de forma plena. Acreditamos que quanto mais cedo esse jovem tiver contato com habilidades que ainda não foram desenvolvidas ou que precisam ser aprimoradas, mais chances eles terão de serem bem-sucedidos profissionalmente, independentemente do que eles queiram fazer”, afirma Alini Dal’Magro, CEO do Instituto PROA. 

 

Por que fazer o curso gratuito de programação?

 

Vinicius Gabriel Bernardo dos Santos, de 19 anos, fez parte da primeira turma do curso de programação do PROA e atua como desenvolvedor de web em uma empresa de educação médica independente. “O PROA me ajudou a desenvolver como pessoa e abriu diversas portas na área da tecnologia. Foi a melhor decisão que tomei, pois a área de tecnologia vem em ascensão e irá crescer muito e abrir oportunidades para ainda mais jovens.”

 

“O PROA fez total diferença na minha trajetória. Graças ao curso conheci a faculdade e pude ter outra perspectiva de vida e ver que meus sonhos poderiam se realizar e que só dependiam de mim. O que eu mais gostei no PROA foi sem dúvida os professores e a didática do curso, e a visão de como podemos alcançar nossos sonhos e os passos que devemos seguir para isso.”, afirma Jenniffer Patrocínio, 20 anos, formada em análise e desenvolvimento de sistemas e atua na área de segurança da informação, no C6 Bank.

 

Elisa Justino também é do time das meninas que enxergaram a área de tecnologia como uma oportunidade. Estudante de Análise e Desenvolvimento de Sistemas na Faculdade das Américas (FAM), atualmente trabalha com o suporte do SAC e do Chat de uma instituição financeira de grande porte. “Antes do PROA nunca havia tido nenhuma experiência com a área de tecnologia e imaginava ser muito difícil, mas fui surpreendida. Os professores estão sempre dispostos a nos ensinar, independentemente do nível de conhecimento que temos e isso me motivou a querer aprender mais e mais”. Elisa completa que o curso trouxe algo novo e foge dos cursos que geralmente são oferecidos. “É algo inovador, que veio para mudar e ajudar os jovens a escreverem novas histórias e dar diretrizes para o futuro profissional”.

 

Crédito da Foto: Guto Garrote/Divulgação

Compartilhe esta notícia nas redes sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Publicidade ba

Mais conteúdos sobre ,

Outros conteúdos que você pode gostar