Emprego temporário pode ser um passo para a efetivação

Kazuhiro Kurita

, Empregos

Erika Batista diz que a contratação depende da atuação do trabalhador.

O Dia da Mães é para o setor do Comércio a segunda data mais importante do ano, perdendo só para as festas natalinas. Isso faz com que o mercado fique aquecido e crie uma demanda por muitas vagas temporárias. É uma oportunidade para o trabalhador se destacar a ponto de ser efetivado pela empresa.

Segundo Erika Batista, gerente de contas corporativas da Randstad, a taxa de efetivação dos temporários gira em torno de 30% na empresa. “Os trabalhadores têm medo de começar um emprego temporário e não terem tanto retorno, mas existe uma grande chance de efetivação, além de contar como experiência para o currículo”, enfatiza ela.

Para a gerente, alguns passos são fundamentais para ampliar as chances de ser efetivado. Como o gestor é quem decide, é preciso mostrar a ele que seu trabalho é fundamental para a empresa e que buscou dominar todos os processos de sua função.

A gerente diz para não ter vergonha de aparecer, pois quando se está competindo em um trabalho temporário com outros funcionários efetivos é preciso que o gestor e a equipe saibam que podem contar com seus serviços. “Para isso, seja proativo, dinâmico e se mostre sempre disponível a ajudar”, recomenda.

Algo que muitos funcionários não se dão conta é a importância de ter suas crenças alinhadas com as da empresa. Se isso não acontecer, muito provavelmente o trabalhador não irá encontrar satisfação profissional no local onde está. Portanto, pesquise bem antes de se candidatar para uma vaga de emprego.

Fique atento aos retornos que os funcionários mais experientes dão para você. Sejam eles positivos ou negativos, saiba usá-los para crescer profissionalmente. Isso não só demonstra que você se importa em ser um profissional melhor, mas que está comprometido com o trabalho que desenvolve na empresa, mesmo sendo temporário. “Caso não consiga ser efetivado, não desista. Empregos temporários são oportunidades para o profissional continuar inserido e ativo no mercado de trabalho”, conclui a especialista.


Publicidade

Publicidade

Publicidade