Caixa define como serão feitos os saques do FGTS

Claudinei Nascimento

, Leis trabalhistas

A  Caixa Econômica Federal anunciou, no dia 5 de agosto, o calendário para o saque de contas ativas e inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) no valor máximo de R$ 500,00.   

Quem tiver até R$ 100,00 para receber poderá retirar o dinheiro em casas lotéricas, mediante apresentação do RG e CPF ou ir à Caixa e sacar nos caixas eletrônicos da instituição.  

Quem tiver até R$ 100,00, poderá retirar o dinheiro nas casas lotéricas.

Os segurados com poupança na Caixa terão o valor depositado automaticamente em conta a partir de 13 de setembro, para os nascidos entre janeiro e abril; dia 27 de setembro, para quem nasceu entre maio e agosto; e 9 de outubro, aos nascidos de setembro a dezembro. Quem não quiser, deve demonstrar sua contrariedade com a medida pelo Internet Banking CAIXA, App FGTS ou através do site do banco.

Os trabalhadores que não possuem vínculo com o banco somente terão os recursos disponíveis a partir de 18 de outubro (nascidos em janeiro), com datas variáveis a partir do mês de nascimento.    

Cerca de 33 milhões de pessoas, correntistas da Caixa, terão o dinheiro disponibilizado automaticamente na conta. Outros trabalhadores podem fazer o saque em agências do banco ou, se tiver o Cartão Cidadão e senha cadastrada, retirar o dinheiro em caixas eletrônicos. 

O saque do FGTS poderá ser feito até o dia 31 de março de 2020. Após esse período, a movimentação dos recursos de até R$ 500,00 não será permitida e o dinheiro voltará à conta do FGTS. O calendário completo dos saques pode ser observado no site 
http://www.caixa.gov.br.


Publicidade

Publicidade

Publicidade