Qual é o valor do faturamento anual de um MEI em 2018?

4 de outubro de 2018

Escrito por: Redação O Amarelinho

Descubra as mudanças deste ano. Valor que era de R$72 mil passou para R$81 mil. Conheça as regras que entraram em vigor este ano.

Desde janeiro de 2018, as pessoas que possuem o MEI (microempresa individual) tiveram uma mudança no valor do teto de faturamento anual de R$72 mil/ano para R$81 mil/ano. Ou seja, empreendedores que ganham até R$6.700 por mês poderão se enquadrar nesta categoria.

As atividades através deste regime de trabalho vêm crescendo a cada dia pela facilidade e as poucas burocracias para quem é prestador de serviços. Em algumas empresas, é comum que em seu recrutamento os candidatos possuam um registro MEI – principalmente para trabalhos específicos e temporários.

Com esta mudança, a intenção é que a economia no Brasil cresça ainda mais através da regularização de trabalhos que até então eram considerados informais. Além disso, pequenos e médios empresários possuem mais uma opção de atividade, melhorando os índices de emprego em nosso país.

Regras para se tornar MEI

As mudanças do novo teto não alteraram as atividades e nem os segmentos que estão autorizados a ter um Simples Nacional. Por exemplo: médicos, advogados e dentistas, por mais que estejam na faixa de faturamento do MEI, ainda não se enquadram. Para saber quais atividades se encaixam nesta categoria, acesse o Portal do Empreendedor.

Além disso, as regras para a emissão de nota fiscal eletrônica continuam as mesmas, mas as documentações necessárias e prazos de liberação variam em cada município. Por isso, o indicado é que você procure o setor de finanças de sua cidade.

As diferenças entre MEI e ME

Ao passar do valor do teto estipulado, automaticamente o profissional deverá mudar de MEI para ME. E esta alteração muda algumas regras. Saiba quais:

 

Faturamento anual MEI 2018 –R$81 mil.

Faturamento anual ME 2018 – R$4,8 milhões.

 

Imposto MEI 2018 – a partir de R$47,85 mensais.

Imposto ME 2018 –alíquota de 4% sob o faturamento.

Contabilidade MEI 2018 – não precisa de um contador.

Contabilidade ME 2018 – necessita de um profissional em contabilidade.

 

Sócios MEI 2018 – pode ter um que não tenha empresa aberta.

Sócios ME 2018 – quantos quiser (donos ou não de outras empresas).

 

Atividades MEI – somente as que estão disponíveis para inscrição.

Atividades ME – todas que constam no Simples Nacional.

 

Funcionários MEI – somente um, pelo salário mínimo da categoria.

Funcionários ME – quantos desejar.

 

Estas mudanças visam beneficiar milhões de brasileiros que viraram MEI em busca de uma oportunidade de sair da informalidade e até mesmo da clandestinidade. Agora é estimular a economia através também desta categoria de trabalho, que só tem a crescer a cada ano.

E aí, o que você achou desta mudança? Deixe sua opinião aí nos comentários.

Compartilhe esta notícia nas redes sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Publicidade ba

Mais conteúdos sobre ,

Outros conteúdos que você pode gostar