Qual é o valor do faturamento anual de um MEI em 2018?

Descubra as mudanças deste ano. Valor que era de R$72 mil passou para R$81 mil. Conheça as regras que entraram em vigor este ano.

Desde janeiro de 2018, as pessoas que possuem o MEI (microempresa individual) tiveram uma mudança no valor do teto de faturamento anual de R$72 mil/ano para R$81 mil/ano. Ou seja, empreendedores que ganham até R$6.700 por mês poderão se enquadrar nesta categoria.

As atividades através deste regime de trabalho vêm crescendo a cada dia pela facilidade e as poucas burocracias para quem é prestador de serviços. Em algumas empresas, é comum que em seu recrutamento os candidatos possuam um registro MEI – principalmente para trabalhos específicos e temporários.

Com esta mudança, a intenção é que a economia no Brasil cresça ainda mais através da regularização de trabalhos que até então eram considerados informais. Além disso, pequenos e médios empresários possuem mais uma opção de atividade, melhorando os índices de emprego em nosso país.

Regras para se tornar MEI

As mudanças do novo teto não alteraram as atividades e nem os segmentos que estão autorizados a ter um Simples Nacional. Por exemplo: médicos, advogados e dentistas, por mais que estejam na faixa de faturamento do MEI, ainda não se enquadram. Para saber quais atividades se encaixam nesta categoria, acesse o Portal do Empreendedor.

Além disso, as regras para a emissão de nota fiscal eletrônica continuam as mesmas, mas as documentações necessárias e prazos de liberação variam em cada município. Por isso, o indicado é que você procure o setor de finanças de sua cidade.

As diferenças entre MEI e ME

Ao passar do valor do teto estipulado, automaticamente o profissional deverá mudar de MEI para ME. E esta alteração muda algumas regras. Saiba quais:

 

Faturamento anual MEI 2018 –R$81 mil.

Faturamento anual ME 2018 – R$4,8 milhões.

 

Imposto MEI 2018 – a partir de R$47,85 mensais.

Imposto ME 2018 –alíquota de 4% sob o faturamento.

Contabilidade MEI 2018 – não precisa de um contador.

Contabilidade ME 2018 – necessita de um profissional em contabilidade.

 

Sócios MEI 2018 – pode ter um que não tenha empresa aberta.

Sócios ME 2018 – quantos quiser (donos ou não de outras empresas).

 

Atividades MEI – somente as que estão disponíveis para inscrição.

Atividades ME – todas que constam no Simples Nacional.

 

Funcionários MEI – somente um, pelo salário mínimo da categoria.

Funcionários ME – quantos desejar.

 

Estas mudanças visam beneficiar milhões de brasileiros que viraram MEI em busca de uma oportunidade de sair da informalidade e até mesmo da clandestinidade. Agora é estimular a economia através também desta categoria de trabalho, que só tem a crescer a cada ano.

E aí, o que você achou desta mudança? Deixe sua opinião aí nos comentários.


Publicidade

Publicidade