Instituto vai capacitar jovens aprendizes e PcDs

8 de outubro de 2019

Escrito por: Claudinei Nascimento

Vagas são para áreas de Programação de Sistemas, Suporte Técnico à TI e Práticas Administrativas e Comerciais.

O Instituto Santa Teresinha vai lançar, no dia 19 de setembro, o seu Programa Jovem Aprendiz. Ele é voltado para jovens entre 14 e 24 anos e pessoas com deficiência sem limite de idade, que tenham concluído ou estejam cursando o último ano do ensino médio. 

A diretoria do Instituto Santa Teresinha, irmã Maria Neoli.

São 75 vagas distribuídas igualmente entre três cursos: Formação de Programadores de Sistemas; Suporte Técnico à Tecnologia da Informação (TI) e Práticas Administrativas e Comerciais (Assistente Administrativo). “Vamos oferecer cursos nessas áreas, por permitirem uma maior empregabilidade”, diz a diretora do Instituto Santa Teresinha, irmã Maria Neoli. 

Os conteúdos serão compostos por disciplinas básicas obrigatórias e específicas de cada curso. Além disso, para atender às necessidades dos alunos, o instituto criou salas de aula tecnológicas, investiu em mobiliário, material didático, notebooks, links para internet e lousas digitais. 

Por se tratar de uma escola humanista, a proposta é oferecer a formação técnica, mas também prepará-los, por meio de uma educação de alto nível, a exercer plenamente a cidadania. Para tanto, eles compreenderão a importância de assumir posturas e características comportamentais exigidas pelo mundo do trabalho. “Os dois aspectos são fundamentais e devem estar associados”, diz a irmã.  

As inscrições devem ser feitas na Rua Jaguari, 474, esquina com a Avenida Bosque da Saúde, 1.615, ou pelo site https://www.institutosantateresinha.org.br . Mais informações pelos telefones (11) 5581-1928 e 5581-8084 ou WhatsApp (11) 94334-1710.  

Sobre o instituto 

O Instituto Santa Teresinha foi fundado há 90 anos e é a primeira escola particular para surdos de São Paulo. A criação do projeto de aprendizagem surge com o objetivo de gerar sustentabilidade e expandir as ações filantrópicas da instituição junto à comunidade, além de coligar empresas parceiras para que cumpram a lei de cotas para aprendizes e executem ações sociais inclusivas na capacitação profissional e emprego a adolescentes e jovens. 

Compartilhe esta notícia nas redes sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Publicidade ba

Mais conteúdos sobre

Outros conteúdos que você pode gostar

NO AMARELINHO VOCÊ CONSEGUE CONTATO DIRETO COM O EMPREGADOR.

Últimas Notícias