Escola abre vagas para curso gratuito de inovação

Kazuhiro Kurita

, Cursos & Educação

Muro Zac diz que a seleção avaliará proposta de negócio do candidato.

O Centro Paula Souza (CPS) está com as inscrições abertas para o programa Escola de Inovadores. Trata-se de um curso de extensão gratuito, organizado pela Agência de Inovação e Empreendedorismo – Inova CPS, que tem como objetivo ensinar pessoas com espírito empreendedor a transformar ideias em startups.

O curso será oferecido em Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs). As atividades acontecerão em diversos polos da Capital, além de Diadema, Mauá, Mogi das Cruzes, São Caetano do Sul, Franco da Rocha e outras cidades do Interior do Estado de São Paulo.

As inscrições para o processo de seleção são gratuitas e podem ser feitas pelo endereço eletrônico http://www.inovapaulasouza.cps.sp.gov.br/structure/escola-sao-paulo.jsp para quem reside em São Paulo ou http://www.inovapaulasouza.cps.sp.gov.br/structure/escola.jsp aos moradores do Interior. Os links também dão os endereços das unidades da Escola de Inovadores.

Para participar, os candidatos devem residir na região onde está localizado o polo de interesse e apresentar projetos de empreendedorismo que serão avaliados com base em critérios como inovação, viabilidade técnica e potencial mercadológico. No total, serão selecionados de 25 a 30 alunos por turma. Cada unidade é responsável pelo seu cronograma.

Segundo Mauro Zac, coordenador da Assessoria de Inovação do Centro Paula Souza, o curso tem duração de 40 horas, distribuídas em 10 encontros presenciais, uma vez por semana. “Normalmente, eles acontecem aos sábados e duram quatro horas, mas, dependendo da unidade e da turma, podem ocorrer em outros dias”, diz.

O curso aborda temas como gestão empresarial básica, design thinking, prototipagem, Canvas, marketing, tecnologia aplicada aos negócios, finanças e mercados. Durante as atividades, o participante também receberá acompanhamento na construção do seu plano de negócios.

Ao final, as propostas de startups que se destacarem são apresentadas a empresários, instituições do poder público e representantes de ambientes de inovação, como incubadoras, parques tecnológicos e espaços de coworking, com o intuito de gerar parcerias e oportunidades de negócios. “Além disso, fazemos um acompanhamento daqueles que colocam a startup para andar”, diz.


Publicidade

Publicidade

Publicidade