Escola abre vagas para curso gratuito de inovação

18 de fevereiro de 2019

Escrito por: Kazuhiro Kurita

Muro Zac diz que a seleção avaliará proposta de negócio do candidato.

O Centro Paula Souza (CPS) está com as inscrições abertas para o programa Escola de Inovadores. Trata-se de um curso de extensão gratuito, organizado pela Agência de Inovação e Empreendedorismo – Inova CPS, que tem como objetivo ensinar pessoas com espírito empreendedor a transformar ideias em startups.

O curso será oferecido em Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs). As atividades acontecerão em diversos polos da Capital, além de Diadema, Mauá, Mogi das Cruzes, São Caetano do Sul, Franco da Rocha e outras cidades do Interior do Estado de São Paulo.

As inscrições para o processo de seleção são gratuitas e podem ser feitas pelo endereço eletrônico http://www.inovapaulasouza.cps.sp.gov.br/structure/escola-sao-paulo.jsp para quem reside em São Paulo ou http://www.inovapaulasouza.cps.sp.gov.br/structure/escola.jsp aos moradores do Interior. Os links também dão os endereços das unidades da Escola de Inovadores.

Para participar, os candidatos devem residir na região onde está localizado o polo de interesse e apresentar projetos de empreendedorismo que serão avaliados com base em critérios como inovação, viabilidade técnica e potencial mercadológico. No total, serão selecionados de 25 a 30 alunos por turma. Cada unidade é responsável pelo seu cronograma.

Segundo Mauro Zac, coordenador da Assessoria de Inovação do Centro Paula Souza, o curso tem duração de 40 horas, distribuídas em 10 encontros presenciais, uma vez por semana. “Normalmente, eles acontecem aos sábados e duram quatro horas, mas, dependendo da unidade e da turma, podem ocorrer em outros dias”, diz.

O curso aborda temas como gestão empresarial básica, design thinking, prototipagem, Canvas, marketing, tecnologia aplicada aos negócios, finanças e mercados. Durante as atividades, o participante também receberá acompanhamento na construção do seu plano de negócios.

Ao final, as propostas de startups que se destacarem são apresentadas a empresários, instituições do poder público e representantes de ambientes de inovação, como incubadoras, parques tecnológicos e espaços de coworking, com o intuito de gerar parcerias e oportunidades de negócios. “Além disso, fazemos um acompanhamento daqueles que colocam a startup para andar”, diz.

Compartilhe esta notícia nas redes sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Publicidade ba

Mais conteúdos sobre

Outros conteúdos que você pode gostar

NO AMARELINHO VOCÊ CONSEGUE CONTATO DIRETO COM O EMPREGADOR.

Últimas Notícias