Enem: Qual sua importância?

Paula Prata

, Cursos & Educação

Há 20 anos, 115 mil estudantes brasileiros trocaram a tarde de domingo por um programa no mínimo desconhecido, era 30 de agosto de 1998 e o Enem foi aplicado pela primeira vez no país. O projeto, que era pequeno, tornou-se grande e hoje, vinte anos depois, quase 100 milhões de brasileiros já se inscreveram dispostos a fazer o mesmo movimento: dedicar algumas horas de um fim de semana pelo sonho de uma transformação de vida permitida pela educação.

O Enem foi uma proposta inovadora pelo caráter transdisciplinar e pela ênfase na avaliação de cinco competências e 21 habilidades do cidadão ao término da educação básica. Já em sua concepção, propunha-se a oferecer parâmetros para o prosseguimento dos estudos ou para o ingresso no mundo do trabalho.

Atualmente, o exame é a principal porta de entrada de jovens com baixa renda em universidades públicas e privadas. A prova é o principal meio utilizado pelas instituições de ensino para distribuição de bolsas de estudo que vão de 50% a 100% através do Prouni (Programa Universidade para Todos).

Além do Prouni, o estudante que deseja ingressar em instituições públicas pelo Sisu ou desejam financiar a faculdade através do Fies precisa comprovar ter realizado a prova em um período de até 4 anos antes da solicitação para que consiga fazer uso dos benefícios.

Através do Enem, também é medida a qualidade do ensino médio do país e a realização da prova possibilita a certificação para o ensino médio para maiores de 18 anos.

A revolução social proporcionada pelo programa possibilitou que jovens de periferias, com poucas condições financeiras, pudessem realizar o sonho de cursar uma universidade de forma mais acessível. Assim, o país consegue um número maior de pessoas capacitadas para atuar nas diversas áreas do mercado.

Hoje, o Enem é considerado o melhor e maior meio de se conseguir uma bolsa de estudo em uma instituição de ensino superior privada ou pública. Justamente por isso, jovens de todo o país se dedicam durante meses e até anos para a realização do exame nacional do ensino médio.


Publicidade

Publicidade

Publicidade