3,1 milhões procuram emprego há mais de dois anos

Redação O Amarelinho

, Comportamento

O resultado é recorde e reflete um aumento de 162% em relação a 2014, no período pré-crise. A soma de desempregados no Brasil alcança 12,9 milhões de pessoas.

A realidade de 3,1 milhões de pessoas em todo o País é a mesma: procurar emprego há mais de dois anos. O resultado é recorde e reflete um aumento de 162% em relação a 2014, no período pré-crise. A soma de desempregados no Brasil alcança 12,9 milhões de pessoas.

De acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o volume de pessoas sem emprego cresceu 8,1% em relação ao segundo trimestre do ano passado.

Deste total, 6 milhões de pessoas buscam uma vaga há pelo menos um mês, mas há menos de um ano. Outros 1,8 milhão de trabalhadores procuram emprego há mais de um ano, mas há menos de dois anos.

É o caso da confeiteira Angelita de Castro Pontes, que foi demitida da padaria onde trabalhava em março do ano passado. Desde então, ela busca uma contratação com carteira assinada, mas não se deixa abater. Enquanto o emprego não vem, ela trabalha por conta própria e garante o sustento da família.

“Segunda é dia de procurar emprego e eu sempre venho para a fila. Não deixo de procurar. Faço isso umas duas vezes por semana, mas está muito difícil. Então, vou continuar vendendo doces até a situação melhorar”, afirma Angelita.


Publicidade

Publicidade