4,8 milhões de pessoas desistiram de procurar emprego

3 de outubro de 2018

Escrito por: Redação O Amarelinho

Em apenas um ano, o Brasil ganhou 838 mil novos desalentados. São classificados assim os profissionais que desistiram de procurar um emprego. A população desalentada alcançou o patamar recorde de 4,8 milhões de pessoas no País.

O dado faz parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“A probabilidade de uma pessoa desistir de procurar emprego está muito relacionada ao tempo que ela ficou procurando emprego. E algumas nem para a fila do desemprego vão”, lembrou Cimar Azeredo, coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE.

Azeredo lembra que notícias sobre o desemprego e casos de familiares desempregados influenciam a percepção das pessoas sobre a dificuldade de encontrar um trabalho.

“Meu irmão e eu perdemos o emprego no mesmo mês. Às vezes, não vemos a solução para o problema. Realmente, dá vontade de desistir, mas temos que ter fé que a situação vai melhorar”, afirma Carla Brito, que não pretende desistir de voltar a trabalhar como auxiliar de serviços gerais.

Compartilhe esta notícia nas redes sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Publicidade ba

Mais conteúdos sobre

Outros conteúdos que você pode gostar