Taxa de desocupados apresenta recuo, mas número de subutilizados é estável

Claudinei Nascimento

, Comportamento
Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), relativos ao trimestre encerrado em junho de 2019, mostra que a taxa de desocupação (12,0%) recuou 0,7 pontos percentuais em relação ao trimestre de janeiro a março de 2019 (12,7%).
Agora, a população desocupada é de 12,8 milhões de trabalhadores, redução de 621 mil pessoas em busca de trabalho frente ao trimestre anterior.
Por outro lado, a taxa composta de subutilização da força de trabalho está em 24,8%, mantendo-se praticamente estável em relação ao trimestre anterior (25,0%), atingindo 28,4 milhões de trabalhadores. A subutilização inclui, além dos desocupados, os subocupados – aqueles que trabalham menos de 40 horas por semana e gostariam de trabalhar mais – e outra força potencial, que não pode atuar por motivos diversos. Por fim, o rendimento médio atingiu R$ 2.290,00, uma queda de 1,3% se comparado ao trimestre anterior, quando alcancou R$ 2.321,00.

Publicidade

Publicidade

Publicidade