Indústria gerou quase 10 mil de vagas em abril

Kazuhiro Kurita

, Comportamento

No entanto, para José Ricardo Roriz, o fechamento do ano para o emprego é preocupante.

A geração de emprego na indústria paulista somou 9.500 novos postos de trabalho em abril. No acumulado do ano, o saldo segue positivo em 21.500 vagas. Os dados foram divulgados pela Federação e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp) na semana passada.

Os setores de alimentos e derivados de petróleo e álcool contrataram mais de 12 mil novos trabalhadores em abril. Esses segmentos foram as principais influências positivas para o saldo do mês na indústria paulista. “Esses setores, que são influenciados pela sazonalidade da cana de açúcar, geraram contratações abaixo da média dos anos anteriores, que é de 27 mil novas vagas. Os demais segmentos da indústria estão em compasso de espera em razão do baixo desempenho econômico. Como este ano vem apresentando saldos abaixo do esperado, o resultado do emprego no fechamento do ano é preocupante”, avalia José Ricardo Roriz, segundo vice-presidente da Fiesp e do Ciesp.

Os principais destaques ficaram por conta das áreas de produtos alimentícios, com geração de 10.497 vagas, seguido de derivados de petróleo e biocombustíveis e máquinas, aparelhos e materiais elétricos. Apresentaram desempenho negativo os setores de confecção de artigos do vestuário e acessórios, veículos automotores, reboques e carrocerias e couro e calçados. A variação em abril recuou na Grande São Paulo, no ABCD e subiu no Interior.


Publicidade

Publicidade