Saúde mental – peça fundamental no ambiente de trabalho

O dia tem 24 horas, mas parece que às vezes precisamos do dobro para dar conta de tudo, dentro e fora do emprego. Prazos, cobranças, pressões e horas extras acabam gerando um ambiente tóxico, prejudicando todo o andamento da empresa. Está na hora de falar sobre saúde mental, peça fundamental no ambiente de trabalho.

Apesar de veladas ou maquiadas por boa parte da população, a depressão e a ansiedade costumam caminhar juntas. Só no Brasil, os números de diagnósticos assustam: 11,5 milhões e 18,6 milhões, respectivamente. O consumo de remédios tarja preta domina as vendas das farmácias, chegando a 14 milhões de unidades por ano. Não dá mais para deixar o assunto de lado ou fingir que não existe, até porque também prejudica a própria produtividade do funcionário.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), é fundamental que gestores e empresas estejam comprometidos com o bem-estar da equipe. O desgaste emocional pode ser causado por uma série de fatores, inclusive pessoais, mas tendo um apoio mínimo dentro do trabalho, já ajuda a evitar uma série de problemas.

E não precisa complicar nada. Atitudes simples podem ajudar a amenizar os sintomas de quem já sofre ou poderá sofrer de transtornos mentais. É interessante criar canais de comunicação para que funcionários reportem problemas sem se sentirem inseguros.

Nesse sentido, assédio, bullying e ameaças costumam ser os principais problemas de relacionamento dentro das empresas. Flexibilidade de horários e reorganização do trabalho também podem ajudar uma pessoa que está passando por dificuldades psicológicas.

Forneça intervalos para descanso, recreação ou até mesmo atividades como massagem laboral para aliviar as tensões. E sempre reforce sobre as ferramentas de apoio psicológico dentro e fora da empresa. Para saber mais, consulte os guias de saúde mental no trabalho, organizados pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) e pelo Fórum Econômico Mundial.


Publicidade

Publicidade