O futuro do trabalho com as novas tecnologias

Redação O Amarelinho

, Carreira

A tecnologia está transformando o mercado e milhões de empregos serão extintos.

O “boom” da tecnologia nos últimos anos traz um alerta para os profissionais: qual será o destino das profissões existentes hoje? Será que algumas serão extintas ou substituídas por máquinas? A última pesquisa do Fórum Econômico Mundial aponta que a tecnologia transformará o mercado de trabalho e sete milhões de empregos serão extintos em todo o mundo.

A tecnologia, porém, não vai deixar milhões de pessoas desempregadas. Como em muitos aspectos da vida, ela acaba se tornando aliada das pessoas e, aqui no Brasil, percebemos isso com uma variedade de segmentos que foram impactados positivamente com a chegada de modelos inovadores e tecnológicos. Profissionalmente, o alerta é necessário, uma vez que o mercado de trabalho sofrerá grande revolução. Os empregos serão extintos ou substituídos, mas outras oportunidades surgirão para quem souber entender a mudança de cenário. 

Com isso, sabemos que o futuro será promissor para aqueles que conseguirem tomar contato com sua sensibilidade humana. Esse será o grande diferencial dos profissionais do futuro: saber lidar com pessoas, gerenciar e atuar de forma estratégica e humana. A tecnologia visa auxiliar na prática dos trabalhos braçais, mas a inteligência continuará sendo exercida pelos profissionais. A capacidade de criação, inovação, planejamento e tomada de decisões são feitas por pessoas que trabalham diariamente para aprimorar modelos de pensamento e solução de problemas.

Quanto mais a tecnologia se desenvolver, mais tomaremos contato com aquilo que nos torna especiais. Habilidades e competências emocionais serão o que precisaremos desenvolver e o que motivarão a criação de novos trabalhos. A criatividade, empatia, visão estratégica, olhar crítico, experimentação, imaginação, inteligência emocional, autoconhecimento, experiência de vida, relacionamentos interpessoais e os valores pessoais são apenas alguns dos fatores que irão nos diferenciar das máquinas no mercado de trabalho e deverão tomar conta das nossas atenções a partir de agora.

Sócio e responsável pela Echos Laboratório de Inovação no Brasil

Texto por: Mário Rosa, Sócio e responsável pela Echos Laboratório de Inovação no Brasil


Publicidade

Publicidade

Publicidade