Entenda o que é uma carta de recomendação e como ter a sua

Gestão Portal o Amarelinho

, Empregos

Para quem está procurando um emprego, a carta de recomendação pode abrir portas e aumentar as chances de conseguir uma oportunidade. Em suma, a carta de recomendação é uma oportunidade de destacar suas habilidades técnicas e qualidades profissionais pela ótica dos seus ex-gestores. Além disso, deve constar o período que o profissional trabalhou, função e atividades realizadas e desempenho na realização de tarefas.

 

Sendo assim, pode explicar, por exemplo, por que é bom trabalhar com você ou como você agregou na última empresa onde esteve. Ela é um complemento ao seu currículo e sua carta de apresentação e reforça a credibilidade do seu perfil. Tudo isso com um único objetivo: convencer um recrutador de que você é a pessoa certa para o trabalho. 

 

A estrutura deve ser semelhante à carta de apresentação. Portanto, não deve exceder uma página, precisa ser assinada pelo autor e conter seus dados para contato. 

 

Como pedir a sua carta de recomendação?

 

Solicitar uma carta de recomendação é uma prática bastante comum e não deve ser uma tarefa difícil para você. A menos que a sua experiência tenha sido inconclusiva.

Se você pediu demissão, não é recomendável pedir ao seu empregador que forneça uma a você. No entanto, se você tiver boas relações, ainda poderá tentar. Uma solução é perguntar ao seu gerente dos recursos humanos, que geralmente tem uma opinião mais “neutra” sobre o seu perfil.

 

Quando você é um estudante, é importante pedir a seus professores ou supervisores de estágio a carta de recomendação. No caso de um pedido de intercâmbio ou mestrado, por exemplo, este é um ponto positivo na sua candidatura.

 

É importante ressaltar que a pessoa escolhida para escrever a sua carta de recomendação também tenha uma boa reputação profissional. Após a decisão, pergunte se ela se sente confortável, se terá disponibilidade para escrevê-la e ser uma referência a curto prazo. 

 

Você também pode pedir uma recomendação no Linkedin. Cada dia mais comum, a diferença é que nesse tipo, o tom tende a ser menos formal do que a carta, devido ao seu formato “digital” e à sua origem nas redes sociais.

 

Agora que você já sabe como ter uma carta de recomendação, confira as vagas disponíveis aqui no Amarelinho e boa sorte!


Publicidade

Publicidade

Publicidade