Salário mínimo de 2022 é definido pelo Governo Federal

8 de setembro de 2021

Escrito por: Gestão Portal o Amarelinho

O Governo Federal encaminhou para a aprovação dos congressistas a nova lei orçamentária de 2022. Entre os itens, existe um que impacta diretamente na população: o salário mínimo. A proposta prevê aumento para o ano seguinte. No entanto, a notícia pode não ser tão boa assim.

 

O novo valor do salário mínimo

 

O valor atual de  R$ 1.100,00 passará a ser de R$ 1169,00. Um aumento de 6,27% em relação a 2021. Mesmo assim, outro fator que também tende a subir é a inflação, conhecida por tirar o poder de compra do consumidor. Segundo números revelados pelo Banco Central, ela terá um aumento previsto de 7,27% para este ano. Número superior ao aumento do salário mínimo.

 

A decisão ainda cabe ao Congresso Nacional e depois passará pela aprovação do Senado Federal. A proposta do Governo Federal referente a 2022 é baseada em números atuais. Contudo o aumento da inflação segue constante ao longo do ano devido às dificuldades enfrentadas.

 

A história do salário mínimo e o cenário atual

 

Criado em 1936, o salário mínimo faz parte das leis trabalhistas. Existe para garantir que os trabalhadores recebam o mínimo e tenham poder aquisitivo em meio a sociedade. O valor recebe aumento anual com objetivo de cobrir a inflação e garantir estabilidade para os trabalhadores.

 

Números como esse podem prejudicar muito uma parcela da população em momentos de crise como a que vivemos. No entanto, esse é o maior aumento desde o reajuste feito em 2017. Mesmo assim, não terá impacto para melhorar a vida do trabalhador que recebe a remuneração mínima. O maior reajuste nos últimos anos foi por volta de 11% em 2016.

 

Com isso, temos a dimensão de como esse é um fator decisivo para o trabalhador. O valor mínimo dita como será distribuído e quais são as prioridades para garantir o básico do dia a dia. Em contrapartida, valores como de alimentos ou a conta luz continuam em elevação alta nos últimos dias, dificultando ainda mais o poder de compra daqueles que recebem o salário mínimo.

Compartilhe esta notícia nas redes sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Publicidade ba

Mais conteúdos sobre

Outros conteúdos que você pode gostar