Emprego para jovens beneficiará empresários

24 de janeiro de 2020

Escrito por: Claudinei Nascimento

O Ministério da Economia publicou em 14 de janeiro a regulamentação da Medida Provisória (MP) que cria o Emprego Verde e Amarelo, permitindo que empresários ofereçam, em condições especiais, primeiro emprego a  jovens entre 18 e 29 anos. 

Para Matheus Stivali, regulamentação favorece a contratação de jovens

Os jovens contratados vão ganhar até um salário mínimo e meio (R$ 1.558,50). Além disso, as empresas serão isentas da contribuição previdenciária de 20% destinada à Seguridade Social e terão reduzida a alíquota mensal de recolhimento do FGTS, de 8% para 2%. Outra alteração prevê que, para esses trabalhadores, a multa do FGTS em caso de demissão sem justa causa poderá ser de 20%, e não 40% como acontece atualmente.  Por meio da redução de tributação empresarial, a estimativa é que sejam criadas 1,8 milhão de vagas, até 2022. 

Esses contratos poderão representar até 20% dos postos de trabalho de uma companhia e ter duração de 24 meses, podendo ser prorrogados por mais 24, desde que os trabalhadores estejam na faixa etária beneficiada.  

Para o subsecretário de Políticas Públicas de Trabalho da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Matheus Stivali, a portaria traz maior clareza e segurança jurídica a empregadores e favorece este tipo de contratação. 

O programa Verde e Amarelo já está valendo, mas precisa da aprovação do Congresso em até 60 dias para virar lei. Caso não seja aprovada até meados de março, deixa de valer e a regulamentação perde valor. Porém, mesmo que não vire lei, os contratos assinados durante a validade da Medida Provisória não serão extintos e seguirão as regras estipuladas. 

Compartilhe esta notícia nas redes sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Publicidade ba

Mais conteúdos sobre

Outros conteúdos que você pode gostar