Novas data das inscrições para SISU, ProUni e FIES

A pedido das universidades, o Ministério da Educação (MEC) alterou o calendário de inscrições dos principais programas de acesso ao ensino superior. A mudança veio por conta da suspensão das aulas presenciais, bem como das atividades administrativas nas instituições, devido ao novo coronavírus. Portanto, é preciso ficar atento ao novo período de inscrição para o Sistema de Seleção Unificado (SISU), Programa Universidade para Todos (ProUni) e Programa de financiamento Estudantil (FIES).

O do SISU traz novidades este ano. A partir do próximo semestre, vai ser possível fazer a inscrição para os cursos a distância (EAD). “Até então, as instituições públicas só podiam oferecer vagas presenciais pelo SISU. As vagas eventualmente de EAD que as instituições públicas têm, elas oferecem nos seus próprios portais, então não é dada muita divulgação. A gente inovou alterando a portaria do Sisu, mudando as regras, para que as instituições, além das vagas presenciais, possam ofertar então ensino a distância”, afirma o secretário afirma o secretário de Ensino Superior do MEC, o Wagner Vilas Boas Souza. Além disso, a prorrogação permitiu o aumento da oferta de vagas para o SISU. A estimativa do MEC é que, com o novo prazo, as oportunidades saltem de 40 mil para 51 mil. A consulta para essas vagas vai estar disponível a partir do dia 30 de junho. 

O do FIES também traz uma novidade. A modalidade conhecida como P-FIES não faz mais parte da seleção. Portanto, não está presente no edital divulgado. O programa era voltado para estudantes com renda mensal familiar de até cinco salários mínimos. Agora, ele mudará de nome para não haver confusão com o FIES, não usará mais o Enem como meio de seleção, não terá limite de renda e a solicitação do financiamento será possível a qualquer momento. 

 

Veja como ficou o novo cronograma divulgado pelo MEC

SISU

O Sistema de Seleção Unificada (SISU) é um sistema informatizado e automatizado do MEC. Nele, os estudantes podem ingressar em universidades públicas brasileiras sem vestibular. Sendo assim, para participar, é preciso ter feito o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem), em 2019, e não ter zerado a prova de redação.

  • Consulta de vagas: 30 de junho
  • Inscrições: de 7 de 10 de julho
  • Divulgação dos resultados: 14 de julho
  • Abertura das matrículas: 16 de julho
  • Encerramento das matrículas: 21 de julho
  • Período de manifestação para lista de espera: de 14 a 21 de julho

ProUni

O Programa Universidade Para Todos (ProUni) é uma iniciativa do governo que oferece bolsas de estudo parciais e integrais em faculdades particulares. Nesse sentido, é destinado a estudantes de escolas públicas, bolsistas integrais em colégios particulares, pessoas com deficiência e professores da rede pública que estejam em exercício do magistério. É necessário que o candidato tenha obtido média mínima de 450 pontos e não ter zerado a prova de redação no ENEM. Além disso, é necessário que a renda familiar seja de até três salários mínimos por pessoa.

  • Divulgação das vagas: 7 de julho
  • Inscrições: de 14 a 17 de julho
  • Primeira chamada: 21 de julho
  • Segunda chamada: 4 de agosto
  • Manifestação de interesse na lista de espera: 18 a 20 de agosto
  • Liberação da lista de espera para instituições: 24 de agosto

 

FIES

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa de financiamento que permite estudantes cursarem o ensino superior em universidades privadas. É necessário que o candidato tenha feito o Enem entre 2010 e 2019, obtido média de 450 pontos no exame e não zerado a redação. Como no PRoUni,  a renda familiar deve ser de até três salários mínimos por pessoa da família.

  • Consulta de vagas: 14 de julho
  • Inscrições: 21 a 24 de julho
  • Resultado: 28 de julho
  • Complementação de inscrição para pré-selecionados: 28 a 30 de julho
  • Pré-seleção dos candidatos da lista de espera: 28 de julho a 31 de agosto

Publicidade

Publicidade

Publicidade