Capacitação gratuita na área de Construção Civil

Empresa cria academia, com objetivo de apoiar profissionais que buscam aperfeiçoamento ou querem entrar na área.
 
Uma ótima oportunidade para quem se aperfeiçoar ou deseja ingressar na área da Construção Civil.
A Academia de Profissionais, programa gratuito de capacitação criado pela Obramax, está com inscrições abertas para cursos gratuitos no segmento.
Desde setembro de 2018, quando foi criada a academia, 6.682 alunos já foram formados em disciplinas como elétrica, hidráulica, pintura, instalações em geral, light steel framing (drywall) empreendedorismo, entre outras. Há cursos livres e profissionalizantes, certificados e com duração de 3 a 24 horas, ministrados em parceria com fornecedores e junto ao Senai.
De acordo com a gerente de marketing da Obramax, Náiade Barbosa, o propósito da academia é empoderar os profissionais do setor, para que tenham orgulho em pertencer à categoria, e oferecer a eles a oportunidade de estar antenado com as principais inovações da área.
Os candidatos devem se inscrever no site https://www.obramax.com.br/academiadeprofissionais e as aulas acontecem nos dois centros de treinamento da academia, localizados na Mooca, em São Paulo, e Praia Grande, na Baixada Santista.
Também são disponibilizadas dicas e orientações para profissionais da área, por meio do Blog do Max e do canal ‘Obra é Compromisso’, no YouTube.
Mulheres
Além das inscrições para turmas mistas, a Obramax tem outras exclusivas para mulheres. As próximas serão formadas em outubro, como parte das ações relacionadas ao Outubro Rosa, campanha de conscientização sobre câncer de mama e de colo de útero.
O projeto foi iniciado a partir de uma parceria inédita com mulheres que atuam na construção, como o grupo M’Ana – Mulher Conserta para Mulher, e especialistas das principais marcas da construção no país. Desde maio de 2018, mais de 700 mulheres já participaram do programa. “Percebemos que este mercado é muito machista e decidimos defender a participação das mulheres na Construção Civil”, afirma Náiade

Publicidade

Publicidade

Publicidade